Obrigada por ser a pior versão de si mesmo.

Ainda ontem lembrei de você. Queria dizer que foi uma daquelas lembranças gostosas que nos pegam de surpresa, trazidas por uma música boa ou uma imagem fofa, dessas que vem com um gostinho de quero mais, como uma saudade de algo que foi bom e passou…mas não. Aquela lembrança foi uma mistura de tristeza com alívio. Foi ao te ver em uma foto com outra menina e não sentir nada além de uma sensação de déjà vu, sabe? Do tipo “eu já estive no lugar dela”.
Se duvidar, eu posso ditar exatamente como você age com ela, a final suas atitudes imaturas são como uma receita de bolo seguida religiosamente a anos; sei de cor aquele mesmo discurso patético de ser só amigo, mas depois como quem não quer nada, sugerir benefícios, e aí quando conseguir, jogar a perguntar inocentes: você não vai contar pra suas amigas, vai?
Ah, você nunca muda! Foi assim comigo, com aquela minha amiga que veio antes de mim, lembra daquela minha prima de terceiro grau?! Com ela também foi o mesmo papo, com aquela minha colega do cursinho que mesmo depois de eu ter alertado insistiu que com ela era diferente… mas eu não posso culpa-la. Não posso porque eu mesma já tinha me sentido assim, claro que na época não tinha ninguém pra me avisar sobre o quão nocivo você era, mas talvez se tivesse eu também não teria dado ouvidos, assim como ela não me deu. Sempre tem aquela ex que tenta previnir e a gente, que arrogante, trata mal achando que é recalque, coisa de “quem perdeu”. Será que a gente é ingênua de mais ou você que é um ótimo ator? Eu aposto na segundo opção, porque te conheço e sei que você também se conhece, sabe como a história vai terminar e não é capaz de ser homem o suficiente pra nos dizer isso e deixar que a gente escolha se quer seguir esse caminho, não, você prefere iludir, fingir sentimentos, vender uma realidade que não existe, nos faz achar que com a gente vai ser diferente, faz a gente se apaixonar e no fim das contas trata exatamente igual a todas as outras.

Naquele dia, vendo aquela foto e todas as coisas ao redor, eu queria e te confesso que tentei com todas as minhas forças acreditar, até torcer para que com ela seja diferente, pra que aquela pobre menina tenha algum poder sobre os teus sentimentos. Não que eu te deseje felicidade, e mesmo que fosse, pessoas que espalham tanto sofrimento como você não merecem e nunca vão consegui atraia alguma felicidade, mas eu torci por ela, pelo brilho dos olhos de quem não tem culpa e nem faz ideia da pessoa de quem está do lado. Foi pelo pesar de não ver mais um coração partido pelas atitudes inconsequentes e egoístas. Mas no fundo, lá no fundo eu via a cena se repetir exatamente igual a tantas outras que eu vivi: você, bêbado, ela sóbria tentando te levar pra casa, você reluta, diz que quer ir ao banheiro e meia hora depois está aos beijos com outra no meio das pista. Ah, pobre garota… eu juro que quando lembrei disso e o sangue ferveu nas minhas veias eu pensei em fazer o papel cansativo da ex “recalcada” e tentar alertar, mas também sabia qual seria a reação e que ela, assim como eu, precisava aprender sozinha.
Talvez aquela teoria de que pessoas ruins são necessários nas nossas vidas seja realmente verdade e todo o mal que você faz a tanta pessoas seja só uma forma de ajuda-las a evoluir, crescer. Quem sabe você seja uma dessas pessoas e viva unicamente com o propósito de partir corações para que pessoas boas aprendam a concerta-lo. Sendo assim acho que te devo um obrigada, né?! Até porque, se não fosse por você eu ainda seria aquela adolescente imatura e tola.
É, até pode ser que na melhor das hipóteses, mesmo com tanta maldade você acaba fazendo bem, mas isso não te torna menos digno de pena.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s